Achando seu peso ideal: O que é peso ideal e como planejar a redução de gordura corporal

17/04/2017
Coaching
Heloísa Mota


Achando seu peso ideal: O que é peso ideal e como planejar a redução de gordura corporal

É bastante comum que pessoas que estão buscando o emagrecimento, seja por questões estéticas ou saúde, façam a seguinte pergunta: “Qual é o meu peso ideal?” ou “para minha altura, quanto devo pesar?”

Normalmente as pessoas fazem uma associação do peso ideal com a altura, e isso vem de décadas atrás, quando surgiu o tal IMC (Índice de Massa Corporal). A fórmula, que divide o peso pela altura ao quadrado, foi inventada em 1832 por um cientista belga chamado Adolphe Quetelet e revisado por outro cientista americano em 1972, chamado Ancel Keys.

Embora ainda seja utilizada, essa fórmula é bastante falha, pois não leva em consideração muitas variáveis apresentadas pelos seres humanos e tampouco nos dá uma noção da quantidade de gordura presente no corpo. Ela pode até ser um parâmetro, mas de forma alguma pode ser utilizada como única ferramenta para dizer se seu peso condiz ou não com o que é ideal.

Sendo assim, como saber o que é o ideal para você?

Antes de responder essa pergunta, primeiramente é preciso entender que se você pensa só em saúde é provável que os valores percentuais de quantidade de gordura sejam bem acima daquilo que você deseja realmente ter. Isso porque os padrões estéticos vão variando de tempos em tempos, diferente dos padrões biológicos, que demoram muito mais para se alterarem.

Atualmente vivemos em uma era em que os músculos bem trabalhados e evidentes são mais valorizados, por isso, o percentuais de gordura mais baixos do que o necessário para se ter boa saúde são fortemente buscados. Contudo, é preciso saber que qualquer extremo é ruim.

Quando a quantidade de gordura corporal é excessiva diversas doenças tem risco aumentado, assim como percentuais muito baixos, que muitas vezes prejudicam o bom funcionamento do organismo, com a produção inadequada de hormônios, afetando negativamente todos os processos metabólicos.

Portanto, costumo dizer que estando dentro dos percentuais saudáveis, o peso ideal é aquele em que você se sente bem, com mais disposição e feliz com sua imagem corporal. Normalmente, para mulheres um percentual de gordura dentro dos limites de saudável, varia de 16 a 25% e para homens não há percentual mínimo, pois suas funções endócrinas não são tão dependentes de gordura quanto nas mulheres, mas o máximo gira por volta de 20%.

Sendo assim é importante que, se você deseja emagrecer não se baseie apenas por fórmulas matemáticas, mas que busque acima de tudo estar bem consigo mesmo e também o auxilio de profissionais que possam fazer testes capazes de verificar quanto realmente você tem de excesso de gordura corporal as estratégias que devem ser adotadas para se chegar ao seu objetivo.

Como fazer um plano de ação para perder o excesso?

Nosso acesso a informação nunca esteve tão fácil. Se quisermos saber de qualquer assunto é só buscar na internet que um sem números de resultados aparecerão para nossa pesquisa. Contudo, o acompanhamento de um profissional é sempre fundamental, já que ele estará mais por perto de você, e terá condições de te avaliar como um todo, levando em consideração todas as suas características.

De qualquer maneira, todos nós temos muitas informações relevantes a respeito de alimentação e exercícios, por isso, mesmo sem um profissional acompanhando já podemos tomar atitudes positivas que nos levem para mais perto do nosso objetivo e nos torne pessoas mais saudáveis.

Você pode começar tirando da sua rotina diversos hábitos que já temos certeza que atrapalham o processo de emagrecimento e também nossa saúde. Ninguém mais precisa ir a um médico para saber que cortar frituras, refrigerantes e doces da alimentação ajuda a emagrecer. Além disso, incluir um pouco mais de movimentos em sua vida, como subir mais escadas ao invés de usar elevador, ir à padaria caminhando, levar o cachorro para passear são atividades que só podem trazer benefícios, e dificilmente terão qualquer tipo de contraindicação.

Então, decida hoje ser o agente da sua mudança e comece agora a tomar atitudes positivas que te levem para mais perto do seu objetivo. Tenha sempre em mente que você é o maior responsável pelo seu sucesso ou fracasso em qualquer coisa, portanto, não há mais desculpas. Hoje é o dia de começar a mudança.

Gostou no post? Então deixe se comentário e curta nossa página no Facebook.

 

0 Comentário

Os comentários estão fechados.

Sobre

Graduada em Educação Física pela UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas), na área da saúde e...